Tag Archives: Steidl

Erwin Blumenfeld

“Cada página é vista por milhões de pessoas e nós somos responsáveis por criar esse interesse pelo belo. Nossas imagens são a essência da página e, cada página, deve ter seu próprio rosto, sua própria imagem, para atrair milhões de olhos para um pedaço de papel impresso”, sentenciava Erwin Blumenfeld, um dos fotógrafos de moda mais famosos e mais bem pagos dos anos de 1940 e 1950.

Erwin Blumenfeld (1897 – 1969) é um fotógrafo americano de origem alemã, que, depois de participar do movimento Dada, começou uma carreira na fotografia no início dos anos 1930. Ele se mudou para Paris em 1936, onde começou a trabalhar para as revistas Vogue e Verve. Detido em um acampamento na França em 1940, ele conseguiu fugir para os Estados Unidos em 1941, onde, por mais de 15 anos, contribuiu com as revistas de moda mais importantes como Vogue, Harpers Bazaar, Collier, Life, Cosmopolitan, Look.

Para festejar a publicação do livro “Studio Blumenfeld – Couleur, New York, 1941-1960”, lançado pela editora Steidl, a livraria do hotel Royal Monceau – Raffles Paris apresenta até 20 de janeiro uma seleção das obras mais emblemáticas de Blumenfeld, considerado um dos maiores fotógrafos do século XX e precursor de cores deslumbrantes na fotografia. Para estudar a degradação das cores mais de 700 planos-metragens foram montados a partir dos arquivos do fotógrafo. Então cem cópias foram feitas para recriar as cores originais num processo que levou  quatro anos. O resultado é espetacular!

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em Erwin Blumenfeld

William Eggleston

Ninguém sabe como ele conseguia essas cores intensas captadas num cotidiano banal. Dizem que em um segundo ele conseguia captar uma atmosfera colorida mas que seria necessário milhares de páginas para explicar cada clique. Através da fotografia William Eggleston conseguiu inventar uma outra maneira de revelar a América e o livro “Los Alamos” em seus três possantes volumes é testemunha desse empenho.

Relançado pela editora Steidl, “Los Alamos” tem pretensões de ser uma versão completa e desta vez não em um, mas em três volumes, com mais de 276 telas coloridas, dentre as quais 200 são inéditas. Três livros maravilhosos com imagens de carros abandonados, estacionamentos e armazéns vazios, espaços inabitados, uma soda esquecida no capuz de um Buick refletindo o sol do deserto no período da tarde. Cada foto aqui é simplesmente deslumbrante. Não é um segredo que os três volumes de Eggleston sejam uma coletânia de imagens fortes.

Posted in Caprichos, Frescurites | Tagged , , , , | Comentários desativados em William Eggleston

Paper passion

O prazer de sentir o cheiro das páginas de um livro novo é como uma viagem sensorial de altos mistérios que nos transportam para um mundo imaginário. Essa é a proposta do livro-perfumado Paper Passion: fazer o leitor sonhar aspirando ao odor e o frescor de um livro novinho em folha. Concebido pela editora alemã Steidl, que se associou ao perfumista Geza Schoen, para desenvolver esse novo segredo. A proposta desse projeto é transmitir em cada página o cheiro peculiar da leitura.

Para compor Passion Paper, Schoen passou alguns dias no setor de impressão da editora Steidl, tentando definir os odores que compõem os aromas dessa fragrância, que aspira ao odor dos livros novos. O famoso nariz descreveu assim sua experiência com o cheiro do papel: “É uma combinação de notas de ervas com um gosto de ácidos e um toque de perfume de baunilha num fundo de mofo.”

Como não poderia deixar de ser, a embalagem estilzada em forma de livro foi pensada pelo diretor criativo da Chanel, Karl Lagerfeld, e reúne textos de Tony Chambers, editor da revista Wallpaper, do próprio Lagerfeld, de Geza Schoen e do romancista Günter Grass, prêmio Nobel de literatura. O perfume de 50 ml será distribuído em algumas páginas de um livro-caixa e já pode ser comprado ao preço de 85 euros no site da editora: www.steidlville.com

Posted in Design | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Paper passion