Tag Archives: Nova York

Niemeyer na parede

Oscar Niemeyer definititivamente não passou sua vida em brancas nuvens. A criação prolífera desse Embaixador da Arquitetura Brasileira, que se transformou em sinônimo de Brasília durante sua longa vida, é tema da homenagem que a revista Wallpaper* do mês de fevereiro e a galeria Espasso, em Nova York, organizaram para eternizá-lo. Essa grande celebração coloca em evidência as criações de Niemeyer através de uma exposição que fica em cartaz até 25 de Março.

A noite festiva contou com várias personalidades do grand monde mas o que chamou a atenção dos fotógrafos de plantão foram os móveis dos anos 50 esculpidos pelo arquiteto. Olhando essas obras-primas é possível concluir o quanto as ondas do mar inspiraram Niemeyer que sabia como ninguém decifrá-las e transformá-las em refúgio de beleza e aconchego. Algo tão peculiar á cultura brasileira e por isso que Carlos Junqueira, Todd Eberle e Tony Chambers escolheram Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares como garoto-propaganda do Brasil!

Posted in Design | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Niemeyer na parede

Todos verão 2013

“Habillé(e)s pour… l’été 2013”, literalmente, Vestidas para o verão 2013, é um documentário da Lalala Productions, assinado por Mademoiselle Agnès e Loïc Prigent, o mesmo cineasta que produziu as séries “The day before” sobre os bastidores da moda. Esta nova produção oferece 52 minutos hilários nos bastidores dos desfiles de moda Primavera-Verão 2013 em Nova York, Londres, Milão e Paris, apresentada magistralmente por Mademoiselle Agnès apelido de Agnès Boulard.

Ela encarna perfeitamente um personagem hilário, destilando uma crítica sutil e irônica de todos os símbolos da aparência que compõem o mundo da moda. Com uma espontaneidade peculiar, que se tornou, ao longo do tempo, sua marca registrada. No menu, Mademoiselle Agnès oferece uma revista de moda completa decodificando todos os ângulos das tendências emergentes com seu olhar incisivo num tom singular, fino e provocativo. Em suma, hilariante.

Em contrapartida, nada escapa ao talento do camera man Prigent, que tem o dom de mostrar a histeria, o fervor e os personagens emblemáticos da semana de moda. Esta última, marcada, em particular, pelo último show de Nicolas Ghesquière para Balenciaga, antes do estilista decidir se retirar, depois de quinze anos de leais serviços prestados à esta grife. Na sequência, o primeiro desfile de Hedi Slimane e a admiração ostensiva de Pierre Bergé com a chegada dele à frente da direção artística de Saint Laurent Paris, uma entrevista de Marc Jacobs nos bastidores da Louis Vuitton e muito mais… Para não mencionar, o foco inevitável em Anna Wintour e seu estoicismo incomparável.

 

Posted in Moda & Modos | Tagged , , , , | Comentários desativados em Todos verão 2013

Uma loira em Manhattan

Autor francês conta em livro como foi feita a fotografia que mostra Marilyn Monroe se perfumando com o Chanel nº 5. A imagem de Marilyn Monroe colocando sensualmente algumas gotas do perfume Chanel em sua suíte no Ambassador Hotel, em Nova York que, é tão mítica quanto a super-star, mas essa fotografia poderia nunca ter sido conhecida do grande público se não fosse a obstinação de um detetive que buscava pistas sobre a história de um certo fotógrafo, Ed Feingersh.

Essa e muitas outras histórias podem ser conferidas no livro “Uma loira em Manhattan”, de Adrien Gombeaud, lançado pela editora francesa Le Serpent à Plumes, que descreve uma parte esquecida desse encontro repleto de belas imagens entre o fotógrafo Ed Feingersh e a atriz Marilyn Monroe. O livro-documentário revela algumas passagens desse mito dos anos 50 e um fotógrafo conhecido por seu talento, mas não na mesma proporção que a artista.

“Das lentes de Ed Feingersh jorram imagens sensíveis de uma mulher cheia de energia mas que passava da melancolia à alegria e à tristeza em questão de segundos. Tal qual uma atriz que sabe muito bem esconder seus reais sentimentos”, relata o autor Adrien Gombeaud. “No entanto, alguns desses clichês mostram a verdadeira Marilyn, angustiada pelo peso do seu estrelato e uma mulher inteligente, com uma mente incrível, alguém que estava muito além do seu tempo”, atesta Gombeaud.

O ano é 1955 e Marilyn Monroe, cansada de ser tratada como ‘loira sem cérebro’, decide abandonar Hollywood e seu marido Arthur Miller para recriar sua imagem e se livrar em parte da pressão dos estúdios da Twentieth Century Fox. Sozinha e livre para se reinventar, ela frequenta a elite intelectual novaiorquina e os cursos do Actors Studio, além de ter como objetivo criar sua própria produtora de filmes, a Marilyn Monroe Productions. Nesse mesmo período a revista feminina Redbook engaja Ed Feingersh para acompanhar Marilyn Monroe durante uma semana.

Cinquenta anos depois da aparição dessas imagens, descobertas por acaso, algumas das perguntas que ficam é: o que aconteceu durante essa semana? Qual a relação que nasceu entre o fotógrafo e sua modelo? O que as fotografias não revelaram? Até que ponto Marilyn Monroe não se forjou um personagem dela mesma? Sem pré-julgamentos, Adrien Gombeaud tenta decifrar e responder de forma elegante a essas e outras questões a partir de uma pesquisa documental fundamentada nas histórias impressionantes em torno dessas fotografias, relatadas através de entrevistas com os amigos de Ed Feingersh e os editores da revista Redbook.

Posted in Caprichos, Frescurites | Tagged , , , , , , | Comentários desativados em Uma loira em Manhattan