Tag Archives: Massimiliano Gioni

A cidade de Canaletto

“Com seus palácios, suas gôndolas.
Suas mascaradas sobre o mar.
Sua doce tristeza, sua alegria tola.
Veneza inteira mergulha nessa atmosfera.
Uma corda frágil que vibra.
Refeita em pizzicato,
Como em outro tempo alegre e livre,
a cidade de Canaletto…”

Como a cada dois anos, a Bienal de Veneza vem atraindo os mais importantes artistas da atualidade e este ano a 55ª edição é orquestrada pelo jovem Massimiliano Gioni, curador do New Museum of Contemporary Art, em Nova York, que escolheu “O Palácio Enciclopédico” como tema para essa 55ª edição como principal impulsionador da exposição, promovendo, através da criação de cerca de 150 artistas de 37 países. Esseaceno ao museu imaginário, criado em 1955, pelo artista Marino Auriti, concentrava todo o conhecimento da humanidade numa demonstração do que é possível agregar em termos de arte em todas as áreas. A 55ª edição da Bienal de Veneza acontece de 1 de junho à 24 de novembro de 2013. www.labiennale.org

Posted in Viajar | Tagged , , , | Comentários desativados em A cidade de Canaletto

Massimiliano Gioni

Ele vai ser um dos homens mais em voga no ano de 2013 e o mais novo e jovem, apenas 38 anos, diretor artístico da Bienal de Veneza. Massimiliano Gioni é curador e crítico de arte contemporânea desde que começou a falar. Incansável e multifacetado, Gioni acumula funções e atualmente é Diretor Artístico da Fundação Nicola Trussardi em Milão e Diretor Associado e de Exposições no Museu de Arte Contemporânea, em Nova York.

Em 2010, ele foi o diretor mais jovem e o primeiro europeu a dirigir a 8ª Bienal de Gwangju, na Coréia do Sul. Em 2003, foi curador da seção intitulada  “La Zona” dentro da exposição de arte internacional da 50ª Biennale di Venezia. Em 2004, fez co-curadoria da 5ª edição da bienal itinerante Manifesta e em 2006 organizou a 4ª Bienal de Berlim em colaboração com o artista Maurizio Cattelan e o curador Ali Subotnic. Com Cattelan e Subotnick, Gioni fundou a revista Charley e o espaço sem fins lucrativos The Gallery Wrong, aberto inicialmente em 2002 em Nova York e depois hospedado pela Tate Modern, em Londres, em 2005.

Gioni fez curadoria de exposições coletivas, entre as quais, “Ghosts in the Machine”, “Ostalgia” e “After Nature”, no New Museum. Além de shows individuais, entre outros, com Pawel Althamer, Tacita Dean, Urs Fischer, Fischli e Weiss, Paul McCarthy, Pipilotti Rist, Anri Sala, Tino Sehgal e Paola Pivi. Editor da revista Flash Art entre 2000-2003, Gioni também tem contribuído regularmente com várias revistas de arte contemporânea, incluindo Artforum, Art Press, Frieze, Parkett e publicou vários artigos autorais em catálogos editados pelas editoras Charta, Mondadori, Phaidon, Les Presses du Reel e Rizzoli. Anything else ?

Posted in Diversos | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Massimiliano Gioni