Tag Archives: Biennale di Venezia

Trafaria Praia

Para a 55ª Bienal de Veneza a artista plástica Joana Vasconcelos reconstituiu num barco a metafóra das grandes viagens dos conquistadores portugueses. A história desse projeto itinerante é retratada no livro-documentário “Joana Vasconcelos: Trafaria Praia,” lançado pelas editoras Dilecta (Inglês-Francês) e Babel (Português-Inglês). A publicação mostra as diferentes fases de execução da obra de restauração do Trafaria Praia, desde sua transformação até sua apresentação pública, revelando os bastidores de uma exposição que marcou a arte contemporânea portuguesa.

Joana Vasconcelos aplicou um painel de 2,26 x 6 metros de azulejos, especialmente pintados à mão por artistas da fábrica de cerâmicas Viúva Lamego, que reproduz uma visão da arquitetura da cidade de Lisboa, a Torre Bugio e a Torre Vasco da Gama. O trabalho, batizado de Grande Panorama de Lisboa (Século 21), mostra a cidade antes do célebre terremoto de 1755 e representa a expressão por excelência da Idade de Ouro do estilo barroco na produção de azulejos em Portugal.

Posted in Caprichos | Tagged , , | Comentários desativados em Trafaria Praia

Massimiliano Gioni

Ele vai ser um dos homens mais em voga no ano de 2013 e o mais novo e jovem, apenas 38 anos, diretor artístico da Bienal de Veneza. Massimiliano Gioni é curador e crítico de arte contemporânea desde que começou a falar. Incansável e multifacetado, Gioni acumula funções e atualmente é Diretor Artístico da Fundação Nicola Trussardi em Milão e Diretor Associado e de Exposições no Museu de Arte Contemporânea, em Nova York.

Em 2010, ele foi o diretor mais jovem e o primeiro europeu a dirigir a 8ª Bienal de Gwangju, na Coréia do Sul. Em 2003, foi curador da seção intitulada  “La Zona” dentro da exposição de arte internacional da 50ª Biennale di Venezia. Em 2004, fez co-curadoria da 5ª edição da bienal itinerante Manifesta e em 2006 organizou a 4ª Bienal de Berlim em colaboração com o artista Maurizio Cattelan e o curador Ali Subotnic. Com Cattelan e Subotnick, Gioni fundou a revista Charley e o espaço sem fins lucrativos The Gallery Wrong, aberto inicialmente em 2002 em Nova York e depois hospedado pela Tate Modern, em Londres, em 2005.

Gioni fez curadoria de exposições coletivas, entre as quais, “Ghosts in the Machine”, “Ostalgia” e “After Nature”, no New Museum. Além de shows individuais, entre outros, com Pawel Althamer, Tacita Dean, Urs Fischer, Fischli e Weiss, Paul McCarthy, Pipilotti Rist, Anri Sala, Tino Sehgal e Paola Pivi. Editor da revista Flash Art entre 2000-2003, Gioni também tem contribuído regularmente com várias revistas de arte contemporânea, incluindo Artforum, Art Press, Frieze, Parkett e publicou vários artigos autorais em catálogos editados pelas editoras Charta, Mondadori, Phaidon, Les Presses du Reel e Rizzoli. Anything else ?

Posted in Diversos | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Massimiliano Gioni