French Touch

Yves Saint Laurent marcou como nenhum outro costureiro a moda do nosso século, ele é o Embaixador do famoso “French Touch”, um misto de elegância e simplicidade. Esse é o mote da Yves Saint Laurent Retrospective em cartaz no Denver Art Museum, nos Estados Unidos. As peças distribuídas ao longo das salas remetem à riqueza da sua criação, onde o detalhe da perfeição é percebido milimetricamente e não há erros, nem deslizes em seu trabalho. Suas roupas são vanguardistas e atemporais.

Nessa retrospectiva é possível perceber a mistura masculino-feminino, assinatura inconteste de YSL, algo que não existia antes dele. Graças ao seu incrível talento  as mulheres puderam se emancipar de espartilhos e outros enlaces que torturavam seus corpos. Esta inovação foi colocada em evidência em uma bela vitrine especialmente criada para as peças de Yves Saint Laurent, verdadeira insígnia da moda seguido e admirado por muitos até os dias atuais.

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , | Comentários desativados em French Touch

Arquitetura espiritual

Na retrospectiva “Rudolf Steiner, a alquimia do cotidiano” apresentada no Vitra Design Museum há inúmeras facetas pouco conhecidas do fundador da antroposofia. Projetada para festejar o 150º aniversário de seu nascimento a exposição que lhe rende homenagem coloca em evidência as obras mais importantes desse filósofo, crítico literário, professor brilhante e pensador esotérico.

Fundador das escolas Steiner-Waldorf, de euritmia e agricultura biodinâmica, e dos cosméticos Weleda, o talento fora do comum de Steiner impressionou Mondrian, Kandinsky e Beuys. Graças ao museu Vitra Design, situado em Weil am Rhein, às portas da Basiléia, os visitantes podem apreciar as criações de um dos mais influentes e não menos controversos artistas do século 20.

A principal realização de Steiner em arquitetura é o Goetheanum, que encontra-se a 15km do Vitra Design, em Dornach, na Suíça. Construído inteiramente de concreto, entre 1924 e 1928, o edifício foi concebido como uma obra de arte completa com seus vitrais, pinturas no teto, escadarias e corrimãos esculturais, que abriga a sede da Escola de Ciência Espiritual e Sociedade Antroposófica Geral.

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , , , | Comentários desativados em Arquitetura espiritual

Roca London Gallery

Para tornar seus produtos ainda mais atraentes, a Roca London Gallery, incorporou a fluidez estética de Zaha Hadid em seu projeto arquitetural. Logo à primeira vista, o interior da Roca London Gallery mais parece uma galeria de arte com conceito extravagante e arquitetura moderna. Esse ponto comercial, especializado na venda de acessórios ultra-design para banheiros, foi totalmente repensado por Zaha Hadid como um espaço funcional. Com seu estilo único, reconhecido entre milhares, sobretudo, pelos entrelaces geométricos, a arquiteta deu um novo sentido às esferas aéreas e arejadas que ela impõe em todos os seus projetos.

Inaugurada no bairro Chelsea Harbour, a Roca London Gallery, que fica no coração da cidade, é uma das evidências do talento dessa arquiteta genial e memso para quem não pretende comprar nada, o local vale uma visita. Zaha Hadid Arquitetos (ZHA) desenvolveu um projeto peculiar para a galeria onde a instalação do lugar domina com precisão a arte da perfeição, auxiliando o visitante a entender a relação entre a arquitetura do espaço e o design exclusivo dos produtos para banheiro da Roca London Gallery.

Os clientes que se deixam guiar pelas curvas brancas e sinuosas podem se aventurar em descobrir os objetos e acessórios luxuosos em exposição e, ao mesmo tempo, se deparar com a assinatura inconfundível de Zaha Hadid. Todavia, o grande diferencial dessa obra é o uso de tecnologias interativas e visuais que tornam o espaço ainda mais atraente e fornecem aos visitantes informações adicionais sobre a história da marca e dos produtos à venda.

 

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , , | Comentários desativados em Roca London Gallery

Wonder woman

A artista e fotógrafa Cindy Sherman fez com que as mulheres se encantassem pela fotografia. O Moma, em Nova York, retoma a questão com uma seleção de imagens onde as mulheres estão no foco, afinal, depois da Condessa de Castiglione a condição feminina não é nada mais que um jogo de máscaras. Até junho de 2012. www.moma.org

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , , | Comentários desativados em Wonder woman

London Street Art

Da próxima vez que você visitar Londres, aproveite para fazer o passeio Graffiti Street Art & Tour e apreciar a cena de graffiti londrina. O East London tem uma das mais impressionantes expressões do emergente graffiti art, que vem atraindo a atenção do mundo das artes e o passeio inclui descobrir toda a gama de possibilidades dessa street art, incluindo madeira cortada a laser, esculturas, postagem e réplicas de placas históricas.

Como a arte de rua é feita para durar o tempo que a natureza decidir, a variedade de ver obras diferentes a cada visita é enorme, o que significa que as mudanças e a expansão do percurso mudam semanalmente. Os guias turísticos do Insider London, organismo que dá suporte ao projeto, tem um conhecimento aprofundado do trajeto e são capazes de orientar os participantes através do mundo da arte com percurso definido por meio dos muros das ruas.

Os destaques do passeio ficam por conta do pátio onde Banksy e D*Face bateu seu carro – quando o avô do stencil graffiti pintava e Banksy ainda estava usando lápis de cor – bem como obras de Candy Burning, Shepard Fairey, Space Invader e Dr. D.  O passeio, que custa 25 libras por pessoa, começa no hotel Andaz Liverpool Street com um delicioso brunch na animada brasserie Eastway. O tour é limitado a 12 pessoas para garantir uma experiência pessoal. Informações no site: www.insider-london.co.uk

Posted in Frescurites, Viajar | Tagged , , , , , | Comentários desativados em London Street Art

Ars longa

“Todo mundo é diferente, por que um museu não pode sê-lo?”, costumava afirmar o diretor do museu, Frans Haks (1938-2006), durante a construção do novo Museu Groninger. Este foi o início de um grande projeto, ao qual iria juntar-se o designer francês Philippe Starck, Michele de Lucchi, arquiteto e designer italiano, e a empresa austríaca Coop Himmelbau.

A arquitetura do museu Groninger, de tão original e inusitada, foi fortemente contestada. De toda forma, essa obra que não faz unanimidade, agradando a uns e desagradando a outros. Mas ela tem um ponto em comum: não deixa ninguém indiferente. Graças à vontade férrea de um mestre ambicioso que contribuiu para que o Groninger se tornasse um dos lugares de referência das artes mundiais, que conjuga arquitetura e design apartir de todos os aspectos da sua estrutura.

O museu foi construído numa ilha artificial que abriga três edifícios. Esses espaços refletem as abordagens artísticas de cada um dos arquitetos e designers envolvidos, mas é a torre do pavilhão central que primeiro atrai o olhar dos visitantes. Com altura acima de 30 metros, sua cobertura em laminado dourado, confere ao prédio um símbolo de extravagância ao mesmo tempo que indica as riquezas artísticas que o museu abriga. Situada entre dois blocos idênticos, um rosa e outro verde pastel, a torre abriga, respectivamente, um auditório e uma sala dedicada às crianças, de um lado; uma loja de souvenirs e o café-restaurante com vista para o canal, de outro. No centro, uma escada em espiral, composta de mosaicos, fornece acesso às várias salas do museu.

http://www.groningermuseum.nl/

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , , | Comentários desativados em Ars longa

Puro décor

O Museu das Artes Decorativas de Bordeaux deu uma garimpada em suas coleções contemporâneas e abriu um espaço totalmente voltado para o design – objetos e mobiliário – onde uma das galerias foi dedicada especialmente às cadeiras, colocando em evidência a evolução desse móvel e sua importância decorativa. Alguns dos modelos que podem ser apreciados nesse espaço são as peças La Mamma, de Gaetano Pesce ou Tongue de Pierre Paulin, entre outras.

O design francês dos anos 80 está bem representado com as criações de Philippe Starck, Martin Szekely, Garouste e Bonetti, Andrée Putman, Olivier Gagnère, através de modelos históricos que marcaram época e testemunham a diversidade da criação do mobiliário do século 20. Grandes representantes e distribuidores do design, como a empresa belga Quattro Benelux, a italiana Magis e Jasper Morrison, cederam várias das muitas peças que compõem essa exposição permanente.

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Puro décor

Starck bike

A história da bicicleta desenhada pelo Starck para a cidade de Bordeaux, no sudoeste da França, que encomendou 3 mil exemplares, tem o mesmo conceito das Velib’s de Paris mas em uma versão também scooter. Esse protótipo faz parte da política pública da cidade de colocar à disposição da população bicicletas de uso comunitário com locações diárias e, para os apaixonados por duas rodas, ela poderá ser comprada por cerca de 300 Euros. Se tudo der certo, o projeto, batizado provisoriamente de “Pibal City Streamer” estará em  funcionamento em dezembro. A parceria foi feita com a Peugeot e com alguns fabricantes chineses.

Posted in Caprichos, Frescurites | Tagged , , , , | Comentários desativados em Starck bike

Pontilhismo

A exposição “Henri-Edmond Cross e o Neo-impressionismo. De Seurat a Matisse (1856- 1910)”, apresentada até junho no Museu Departamental Matisse, na cidade de Cateau-Cambrésis, no norte da França. A mostra destaca os vínculos estabelecidos pelo pintor, os anos artísticos em Paris durante os quais ele conhece Georges Seurat, Paul Signac e os primeiros “neo-impressionistas”. Com empréstimos vindos de museus internacionais e privados, a exposição conta com centenas de telas e aquarelas emblemáticas do período, tendo Saint-Tropez como ponto de encontro para uma geração mais jovem, onde Henri Matisse era um dos novatos dessa trupe.

Na cenografia aparecem em evidência as pinturas de artistas do primeiro grupo Neo-Impressionista, como Cross, Paul Signac, Albert Dubois-Pillet, Camille Pissarro, Luce, Théo Van Rysselberghe, que colocaram em prática a técnica disciplinada do Pontilhismo. Ao mesmo tempo que o contraste em paralelo entre Cross, Signac e Van Rysselberghe, cujas pinturas primavam pelo desenvolvimento da cor, são evidenciadas. Seguindo um repertório que destaca as ligações entre Cross e os pintores da geração mais jovem, como Charles Camoin, Henri Manguin e Matisse, a exposição estabelece um marco importante entre o Divisionismo de Seurat e deixa um lugar privilegiado para as aquarelas que marcaram a carreira de Cross.

Posted in Frescurites, Visitar | Tagged , | Comentários desativados em Pontilhismo

Charme dos anos 80

Do purista Issey Miyake ao visionário Thierry Mugler, passando pela mulher ultra-sofisticada, vista por Sonia Rykiel e Lagerfeld (ainda para Chloé), ou as criações assimétricas e desconstruídas de Rei Kawakubo para Comme des Garçons. Esse é o tom das coletâneas de livros que abordam o tema “História ideal da moda contemporânea, volume I”, à venda no Museu da Moda e das Artes Decorativas de Paris. Nas páginas dessa publicação fica evidente a efervescência da moda dos anos 70 e 80 e o quanto o prêt-à-porter antecipava as tendências de estilo para as décadas seguintes. 

Frutíferos, ousados e criativos, os anos 70 e 80 foram o laboratório de ideias, utilizado pela maior parte dos estilistas reputados da atualidade. Durantes essas duas décadas que corroboraram a teoria da história da moda, as roupas foram uma referência cultural à parte. Esse primeiro volume encerra sua lição de estilo colocando no pódio Jean Paul Gualtier nos anos 1990. www.lesartsdecoratifs.fr

Posted in Caprichos, Frescurites | Tagged , , , , | Comentários desativados em Charme dos anos 80