Author Archives: Marilane Borges

Eu amo a França e nutro desde sempre uma paixão por Paris, onde decidi viver por minha própria conta, talento e risco. Deu certo e continuo feliz com minhas escolhas. O Mademoiselle Borges é uma das janelas da minha alma de onde vislumbro beleza, talentos e pessoas interessantes. Deleite-se!

O que você faria?

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Ia manter sua agenda
De almoço, hora, apatia?
Ou esperar os seus amigos
Na sua sala vazia

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Corria pr’um shooping center
Ou para uma academia?
Prá se esquecer que não dá tempo
O tempo que já se perdia

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Andava pelado na chuva?
Corria no meio da rua?
Entrava de roupa no mar?
Trepava sem camisinha?

Meu amor
O que você faria?
O que você faria?
Abria a porta do hospício?
Trancava da delegacia?
Dinamitava o meu carro
Parava o tráfego e ria?

www.youtube.com/watch?v=XpPoY7MSK6Y

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em O que você faria?

Anos 20 na cabeça

Quando as temperaturas baixam é preciso manter a cabeça quente. Mas com estilo. Pensando nisso, a estilista belga Delphine Quirin decidiu interpretar a atmosfera dos anos 20 em sua coleção outono-inverno 2012-2013, revisitando o universo de Tamara de Lempicka e Madeleine Vionnet. Chapéus disponíveis em todas as formas: jornaleiro para um olhar de menino, boné, gorro, turbante, lenço, luvas, feitas a partir de todos os tipos de lã, do merino ao angorá, da cashmere ao mohair, do feutro Mélusine à lã fervida.

Em um espírito retrô, estas peças são embelezadas com flores de feltro, lantejoulas, penas, fitas, botões de nós e couro trançado. Para este ano, Delphine incorporou à malha fios brilhantes de lurex em tons de prata, ouro e colorido, que acrescenta um toque Art Déco a esse acessório indispensável do inverno. Outro detalhe sofisticado é que a coleção é feita a partir de materiais naturais e numa ampla gama de cores em tons de verde, o hit da estação, azul, rosa em declinações pink, pastel ou vinho, e ainda nas cores clássicas como branco, bege, preto e cinza. Uma coleção ideal para atravessar esses dias de frio com a cabeça aquecida e cheia de graça.

www.delphinequirin.be

Posted in Moda & Modos | Tagged , , , | Comentários desativados em Anos 20 na cabeça

Liquid Glacial

Do esporte à moda, passando pela arte contemporânea ou pela música, Zaha Hadid não recusa nada. Seu estilo é reconhecido entre milhares, sobretudo, pelos entrelaces geométricos, as linhas tensas, os ângulos agudos e as esferas aéreas e arejadas que ela impõe em todos os seus projetos.

Com sua coleção de móveis “Liquid Glacial” Hadid nãopoderia ser diferente e Hadid surpreende oferecendo uma nova perspectiva sobre os objetos do cotidiano com peças incríveis que refletem uma abstração controlada e perturbadoramente estética. Mesas com pés como redemoinhos de água convidam a um mergulho num mundo onde a fluidez e o jogo criativo interagem com o meio ambiente, questionando a inovação técnica e o ofício artesanal.

Quem quiser apreciar essas peças in loco tem até o dia 12 de janeiro de 2013 para visitá-las na JGM Galerie: 79, rue du Temple, Paris 03.

Posted in Design | Tagged , , , | Comentários desativados em Liquid Glacial

Vitrine de museu

Criações atuais, reproduções e adaptações da Reunião dos Museus Nacionais – Grand Palais, idealizados na mais pura tradição do savoir-faire francês, todos repletas de história e originais inspirados em museus é o mote da exposição “A vitrine dos museus”. Em cartaz até 27 de janeiro de 2013, na galeria Valois no Palais-Royal, em Paris, essa mostra especialmente elaborada em calcografia tem direção artística de Sophie Mestiri e cenografia do designer Grégory Lacoua.

O projeto dessa exposição foi inspirado na Renascença e na tradição de moldar, uma técnica baseada em arte e educação que ajudou a promover os grandes clássicos da escultura no mundo. Detentor de um patrimônio de mais de 200 anos, os ateliês de moldagem da RMN – Grand Palais recriaram as obras-primas da história, desde sua criação, para apresentá-los nessa exposição. Esses moldes, reproduções de obras da Antiguidade aos dias atuais, foram fabricados usando o modelo original, uma mistura sem precedentes entre a tradição e a excelência da modernidade. Esta mostra histórica é uma oportunidade única para a RMN – Grand Palais, que homenageia os grandes nomes da indústria francesa da beleza com a experiência de séculos de moulage.

Posted in Parisiando | Tagged , , , | Comentários desativados em Vitrine de museu

Homem borboleta

O estilista francês Alexis Mabille muito habilmente revisita a gravata borboleta que é sua marca registrada e ignora o signo da burguesia desse acessório, tratando-o com leveza e humor em suas coleções. O estilista acaba de receber a denominação de alta costura pela Comissão de Classificação Couture que se reuniu nesta terça-feira no Ministério da Indústria, em Paris. O anúncio foi feito pela Federação Francesa de Couture. Até este ano, Alexis Mabille desfilava no calendário oficial da alta costura como “membro convidado” mas, a partir de janeiro de 2013, a marca recebe a designação de membro oficial da “haute couture” francesa.

“Quando criei minha marca, há sete anos, quis desenhar coleções para homens e mulheres e, para mim, a gravata borbolea é mista, por isso, ela tornou-se uma linha comum. Sempre apreciei este acessório há algusn anos, quando ele parecia um pouco sobrecarregado. Agora ele está de volta e é nossa peça icônica”, confessa o designer adepto do estilo dandy. “Desenhada em brocado, seda, rendas ou ainda em tecidos antigos, nós oferecemos mais de 60 referências desse acessório atemporal”, confirma Mabille.

Alexis Mabille: 11, rue de Grenelle, Paris 07 e 34, Galerie Vivienne, Paris 02.

Posted in Moda & Modos | Tagged , , | Comentários desativados em Homem borboleta

O dia mais curto

Se nesta sexta-feira está previsto que o mundo vai se acabar, então, antes de desaparecer, aproveite para ir ao cinema e participar da festa do Le jour le plus Court. Nessa 2ª edição mais de 40 países celebram o curta-metragem com a ajuda do Instituto Francês, que promove eventos entre animações, debates, mesas redondas, projeções de filme dando apoio à produção local de curtas-metragens em Buenos Aires, Baku, Pequim, Dubai, Madri, Atenas, Tel Aviv, Kyoto, Londres, Boston, Berna, Taipei. Ou ainda operações especiais na Bélgica, Camarões, Azerbaijão, Haiti, Itália, Ucrânia e, pela primeira vez, nos Estados Unidos, no estado de Rhode Island são algumas das cidades mobilizadas para este evento.

Organizado pela iniciativa do Centro Nacional de Cinema e Imagem em Movimento, com o apoio da Agência de curta-metragem, Le jour le plus Court dispõe de cerca de 10 000 propostas de curta-metragens para aqueles que desejam aproveitar livremente desse formato original para organizar um sessão ou simplesmente assistir a exibição dessas películas. A agenda é vasta e, se o mundo realmente acabar nesse 21 de dezembro de 2012, tudo bem, afinal, você vai ter 24h para assistir a maior parte dos curta-metragens que quiser e, de alguma maneira, já estará em outra dimensão: a da sétima arte!

Para maiores informações sobre os cinemas e todos os eventos relacionados, clique aqui: www.lejourlepluscourt.com/programme/programme-films

Posted in Parisiando | Tagged , , | Comentários desativados em O dia mais curto

Desirée Dolron

“Xteriors (2001-2006)” é uma série de retratos inspirados na misteriosa  tradição da pintura flamenca. O estilo deu fama internacional à Desiree Dolron que através dessas fotos revelam, acima de tudo, um trabalho impressionante com uso de técnicas especiais, como o sfumato, jogos de luz e movimentos suaves.

As imagens são trabalhadas digitalmente durante meses e processadas em grande formato entre 1m e 1,5 m. Pureza é o tema principal dessas linhas limpas com rostos que dão graça a essas mulheres quase fantasmagóricas, criando uma certa falta de limite entre o rosto e o plano de fundo.

Através dos olhares e expressões, esses retratos encaram o público numa atmosfera profundamente austera e enigmática. Foi isso que cativou o público e a fotógrafa o sabe muito bem. Ela fotografa o silêncio com temas fortes e nos faz mergulhar profundamente dentro de nós mesmos.

www.desireedolron.com

 

Posted in Parisiando | Tagged , , | Comentários desativados em Desirée Dolron

Brésil Rive Gauche

“Ó Pátria amada, idolatrada, Salve! Salve! Brasil, um sonho intenso, um raio vívido. De amor e de esperança à terra desce…” Mais ufanista, que nosso hino nacional, impossível, mas é esta a imagem simbólica do Brasil no exterior. Para festejar esse país festivo, alegre e cordial as lojas de departamento Le Bon Marché Rive Gauche, em Paris, organizam de abril à junho de 2013 a exposição “Le Brésil Rive Gauche”. Uma mostra que promete expor o melhor da cultura brasileira em artigos de design, moda, gastronomia e o universo do “Made in Brazil”, revelando em conta gotas toda a criatividade dos filhos deste solo da mãe gentil.

Crédito das fotos do ‘preview’ apresentado para a imprensa: Helena Couffin

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em Brésil Rive Gauche

Filho da publicidade

George Lois foi um dos principais arquitetos da revolução criativa na publicidade americana da década de 1960. Ele é um símbolo dos meios de comunicação, autor de um impressionante número de campanhas inovadoras que combinam design e eficiência empresarial com uma eficiência formidável. Lois projetou a maior  parte dos comerciais mais memoráveis ​​da história, com clientes como Esquire, Tommy Hilfiger, Jiffy Lube, ESPN, MTV e muitos outros enraizados na cultura americana.

Conselhos para desenvolver a criatividade, certamente não faltam à George Lois. Ele literalmente revolucionou a arte de publicidade e é considerado, no alto de seus 82 anos, como um dos maiores publicitários da história. A editora Phaidon teve a boa idéia de compilar as ideias de Lois na  publicação batizada de “Sagrados bons conselhos (para pessoas com talento)”, 192 ilustrações coloridas, distribuídas em 100 páginas. Este livro, cheio de histórias contadas com estilo e simplicidade é um achado para quem trabalha com comunicação e precisa de muita criatividade para convencer e vender suas ideias.

Posted in Caprichos, Frescurites | Comentários desativados em Filho da publicidade

Esculturais

Filha de pai grego e mãe húngara, Sophia Vari é uma escultora de renome internacional, além de pintora e designer de joias. Clytia, um anel esculpido em em pau amarelo do Brasil e ornamentado em ouro é uma das peças fantásticos que estão em evidência na exposição “Sophia Vari – Bijoux sculptés” até 21 de dezembro na galeria Mini Master Pièces, especializada em joias esculturais.

Sophia Vari cria peças com formas emaranhadas, entrelaçadas e circulares, que contornam esferas, discos e círculos semi-aleatoriamente com resultado impressionante. Ousadas, arredondadas, curvas e sensuais, suas joias tem cores contrastantes e materiais inusitados como o ébano em relação ao ouro, o coral vermelho ou o ouro esmaltado contra a madeira preta. Suas criações são cheias de movimento, vida e contraste, ecoando a tradição da escultura cubista.

 

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em Esculturais