Monthly Archives: dezembro 2012

Feliz tudo em 2013

Tanta coisa acontece em um ano! Tantas emoções e aventuras se apresentam de formas diferentes e surpreendentes. Tantos projetos arquitetados prontos para serem realizados num breve espaço de tempo! Tantas coisas para se esquecer e outras para se lembrar em um ciclo de 12 meses. De tudo isso, o que vale ser retido é que, o mais importante, é tentar ser feliz no momento presente, porque ainda há muitas coisas para se conquistar e o ano novo está apenas começando… Vamos receber 2013 com coragem e muita alegria de viver, porque a vida é breve e o tempo passa rápido!

Posted in Parisiando | Tagged , | Comentários desativados em Feliz tudo em 2013

Massimiliano Gioni

Ele vai ser um dos homens mais em voga no ano de 2013 e o mais novo e jovem, apenas 38 anos, diretor artístico da Bienal de Veneza. Massimiliano Gioni é curador e crítico de arte contemporânea desde que começou a falar. Incansável e multifacetado, Gioni acumula funções e atualmente é Diretor Artístico da Fundação Nicola Trussardi em Milão e Diretor Associado e de Exposições no Museu de Arte Contemporânea, em Nova York.

Em 2010, ele foi o diretor mais jovem e o primeiro europeu a dirigir a 8ª Bienal de Gwangju, na Coréia do Sul. Em 2003, foi curador da seção intitulada  “La Zona” dentro da exposição de arte internacional da 50ª Biennale di Venezia. Em 2004, fez co-curadoria da 5ª edição da bienal itinerante Manifesta e em 2006 organizou a 4ª Bienal de Berlim em colaboração com o artista Maurizio Cattelan e o curador Ali Subotnic. Com Cattelan e Subotnick, Gioni fundou a revista Charley e o espaço sem fins lucrativos The Gallery Wrong, aberto inicialmente em 2002 em Nova York e depois hospedado pela Tate Modern, em Londres, em 2005.

Gioni fez curadoria de exposições coletivas, entre as quais, “Ghosts in the Machine”, “Ostalgia” e “After Nature”, no New Museum. Além de shows individuais, entre outros, com Pawel Althamer, Tacita Dean, Urs Fischer, Fischli e Weiss, Paul McCarthy, Pipilotti Rist, Anri Sala, Tino Sehgal e Paola Pivi. Editor da revista Flash Art entre 2000-2003, Gioni também tem contribuído regularmente com várias revistas de arte contemporânea, incluindo Artforum, Art Press, Frieze, Parkett e publicou vários artigos autorais em catálogos editados pelas editoras Charta, Mondadori, Phaidon, Les Presses du Reel e Rizzoli. Anything else ?

Posted in Diversos | Tagged , , , , , | Comentários desativados em Massimiliano Gioni

It’s Wong

O diretor Wong Kar Wai, que dirigiu Chungking Express e o belo In the Mood for Love, criou um estilo filmográfico tão influente e cheio de estilo quanto ele. Mais uma vez Wong faz suspense ao falar sobre seu mais recente trabalho, “The Grandmaster”. Uma produção muito aguardada e rodeada de mistérios, que provavelmente será apresentada em avant-première durante os festivais de Berlim ou de Cannes em 2013.

O filme é uma homenagem poética às artes marciais tradicionais com um elenco de superstars asiáticos, entre os quais, Zhang Ziyi, Tony Leung e Chen Chang, ou seja, artistas provenientes da China, de Hong Kong e Taiwan. Com uma equipe de alta qualidade como esta, “The Grandmaster” tem tudo para se tornar o maior hit da Ásia no próximo ano. Prepare-se para ser nocauteado com estonteantes imagens, música, fotografia e moda bem ao estilo de Wong.

Posted in Moda & Modos | Tagged , , , , , | Comentários desativados em It’s Wong

Rio de Janeiro

Lenny Niemeyer foi uma anfitriã calorosa durante o lançamento em Paris do belo livro Inside Rio, editado pela Flammarion, com título em francês de “Une invitation privée” e textos de Maurilla Castello Branco. As imagens, clicadas por Nicolas Martin Ferreira, compõem um mosaico de mais de 25 casas particulares, a maioria, apresentadas pela primeira vez ao público.

Uma mansão da era colonial situada num bairro artístico do Rio de Janeiro, rodeada por jardins exuberantes, um apartamento com teto de vidro, decorado com uma fabulosa coleção de arte moderna e vista deslumbrante para o mar . Elegantes casas contemporâneas, projetos fantásticos em madeira nobre do chão às paredes, piscinas protegidas por uma vegetação densa. Além dessas casas de sonho, móveis de alguns designers modernistas brasileiros como Oscar Niemeyer e Sérgio Rodrigues, pontuam a obra.

Nesse momento em que todos os olhos se voltam para o Rio, que se prepara para sediar a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, esta visita privada é um convite para aqueles que já conhecem a Cidade Maravilhosa e para quem quer descobrir o rico patrimônio carioca em termos de design, culinária e seu singular lifestyle.

Posted in Design | Tagged , , , | Comentários desativados em Rio de Janeiro

Natalindo

No calor dos trópicos ou sob a neve, aonde quer que você esteja, desejo que seu Natal seja iluminado. Muito mais que presentes, espero que você ganhe muitos abraços e esteja rodeado de pessoas queridas para comemorar essa data especial com alegria, paz e harmonia.

Posted in Parisiando | Tagged , , , | Comentários desativados em Natalindo

Imagens bucólicas

O movimento recorrente das cachoeiras se eternizam com suas quedas d’água e o riacho que borda uma vereda em meio às montanhas parece ter sido desenhado. O Monte Saint-Michel aparece dominante e impacível ao longe, cercado pelas marés que o isolam do continente. Um lago congelado assemelha-se a uma vasta plataforma tendo no seu centro um único cisne. A solidão das embarcações que parecem ter náufragado na maré baixa revelam toda a sua pequenez em relação a dimensão do oceano.

Cada uma dessas imagens tem algo em comum: o estilo indiscutivelmente bucólico do húngaro Ákos Major. Esse ex-publicitário tem empregado todo o seu talento e olhar clínico para criar a ilusão de que é possível parar o tempo durante alguns décimos de segundo e eternizar o momento através do registro fotográfico.

Ákos Major, 38 anos, decidiu mudar de vida antes de embarcar numa viagem de aventura para o Marrocos. Depois dessa experiência e de ter conseguido ver o mundo sob uma outra ótica, ele começou a se dedicar à fotografia panorâmica e fixar com suas lentes tudo o que o circunda, de preferência, saindo para fotografar em dias cinzentos.

Segundo ele, “é preciso que a paisagem tenha um significado maior que a própria beleza explícita a fim de que, com minha câmera, consiga captar o mistério dos lugares”. Suas imagens surreais são de tirar o fôlego, graças à serenenidade e à placidez dos elementos que orquestram cada clique. O resultado dessa paciente exposição in natura são fotografias que cultuam uma grande abstração e convidam à reflexão. É quase impossível olhar para essas paisagens eternizadas em tons monocromáticos sem conceituá-las como sinônimo de paz de espírito. www.akosmajor.com

Posted in Diversos | Tagged , , | Comentários desativados em Imagens bucólicas

Paul Smith

Nas paredes, imagens do fotógrafo Hugh Stewart, clichês de Irving Penn e aquarelas de Lídia Webber se exibem em meio à coleção Paul Smith Black Label. Essa é a atmosfera da nova butique do estilista britânico inaugurada recente na rue de Grenelle. As últimas tendências em sapatos femininos inspirados nos modelos masculinos são o hit dessa loja, onde os mais procurados são os mocassins em python verde.

As fotos e as pinturas expostas, tanto quanto as roupas, podem ser compradas, além de alguns objetos como o lustre de vidro Murano. Paul Smith inventa uma nova forma de arte que mistura suas paixões artísticas com moda. Paul Smith: 32, Rue de Grenelle, Paris 07.

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em Paul Smith

Distâncias diferentes

Quadros enormes com fotografias que parecem pinturas surrealistas enfeitam as paredes de uma sala vazia. Na tela, mulheres com cabelos ou lenços que encobrem seus rostos são a figura central num mundo pictural específico cheio de imagens fortes mas carregadas de sutilezas femininas.

Denise Grünstein, Julia Hetta, Martina Hoogland Ivanow, Julia Peirone e Elisabeth Toll fazem parte dessa nova geração de fotógrafos de moda sueca em evidência na exposição “Distâncias diferentes”, em cartaz até 27 de janeiro, apresentada no Instituto Sueco, em Paris. A mostra tem imagens captadas por esses jovens fotógrafos que com se trabalho internacional exposto em revistas e galerias de arte, ultrapassaram as fronteiras continentais para explorar outros limites estéticos.

Todos jovens de personalidades fortes, esses fotógrafos dominaram a cena colocandoem enidência a diferença entre o íntimo e o remoto, como um contraponto interessante entre a fotografia de moda e a fotografia artística. O que mais chama a atenção nesses trabalhos é que eles tiveram como fonte de inspiração a história da arte e suas próprias experiências pessoais. O resultado  não poderia ser mais enfeitiçador.

Instituto Sueco – 11, rue Payenne, Paris 03. Entrada gratuita, de terça-feira à domingo, das 12h às 18h. 

Posted in Parisiando | Tagged , , , | Comentários desativados em Distâncias diferentes

Maison Margiela

Nos desfiles da Maison Martin Margiela os modelos não se mostram por completo, ou estão com perucas, que cobrem parte do rosto, ou com faixas  e acessórios que escondem os olhos. Suas butiques não têm vitrine e, uma vez dentro de uma delas, a disposição das peças parece fazer parte de uma instalação com araras distribuídas no meio do salão e roupas expostas como num museu. Essa estética minimalista é a mesma que é utilizda em seus desfiles, onde o branco e o vazio ditam a decoração desses espaços efêmeros.

A Maison Martin Margiela cria todas as suas coleções à exceção de seu trabalho com peças artesanais masculinas e femininas, que são produzidas em colaboração com uma empresa terceirizada. Seus desfiles e coleções “artesanais” nunca desmentiram o talento e o anticonformismo dessa maison, que acaba de ser contemplada com a apelação de “haute couture” concedida pela Comissão de Classificação Couture que se reuniu no Ministério da Indústria, em Paris. O anúncio foi feito pela Federação Francesa de Couture, que frisou que é a Masion Martin Margiela e não o estilista que recebe essa nominação. Apesar de sabermos que, memso indiretamente, foi o belga Martin Margiela, criador por excelência e considerado o verdadeiro pai do “work in progress” da alta costura, o grande homenageado com essa apelação de alto nível.

Posted in Moda & Modos | Tagged , , | Comentários desativados em Maison Margiela

O que você faria?

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Ia manter sua agenda
De almoço, hora, apatia?
Ou esperar os seus amigos
Na sua sala vazia

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Corria pr’um shooping center
Ou para uma academia?
Prá se esquecer que não dá tempo
O tempo que já se perdia

Meu amor
O que você faria
Se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar
Me diz o que você faria

Andava pelado na chuva?
Corria no meio da rua?
Entrava de roupa no mar?
Trepava sem camisinha?

Meu amor
O que você faria?
O que você faria?
Abria a porta do hospício?
Trancava da delegacia?
Dinamitava o meu carro
Parava o tráfego e ria?

www.youtube.com/watch?v=XpPoY7MSK6Y

Posted in Parisiando | Tagged , , , , | Comentários desativados em O que você faria?